HomePage

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Calendário
Dezembro 2017
D S T Q Q S S
      1 2
3 4 5 6 7 8 9
10 11 12 13 14 15 16
17 18 19 20 21 22 23
24 25 26 27 28 29 30
31
Horários
Provas de Aptidão Profissional

Educação Física - Torneios e atividades da escola
Galeria de Fotos
Visita-nos no Facebook
Ofertas de Emprego
Inquérito de Empregabilidade


Aviso n 9684/2015 - Concurso Assistentes Operacionais
2015-06-18

Aviso nº 9684/2015

Procedimento concursal comum para recrutamento de dois assistentes operacionais, em regime de contrato de trabalho em funções públicas a termo resolutivo certo.

Para efeito do disposto no art.º. º 33 da Lei 35/2014 de 20 de junho (LTFP) e do disposto na alínea a) do nº 3 do artº 19 da Portaria 8-A/2009, de 22 de janeiro, com as alterações introduzidas pela Portaria 145-A/2011, de 6 de abril, torna-se público que, por despacho de 28/07/2015, do Senhor Secretário de Estado de Ensino e de Administração Escolar, se encontra aberto, pelo prazo de 10 dias úteis, a contar do dia seguinte à publicação deste aviso no Diário da República, procedimento concursal comum para preenchimento de dois postos de trabalho de carreira e categoria de Assistente Operacional, em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo para o ano escolar 2015/2016.

1.     Número de trabalhadores: 2;

2.     Local de trabalho:

Escola Profissional Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima

Quinta do Cruzeiro, Apartado 51

4994-909 Ponte de Lima;

secretaria-epapl@mail.telepac.pt

3.       Função: Os postos de trabalho a concurso caracterizam-se pelo exercício de função na carreira e categoria de Assistente Operacional, designadamente: 2 trabalhadores para o trabalho agrícola;

4.       Horário semanal: 40 horas semanais (8 horas/ dia);

5.       Remuneração: A correspondente à 1ª posição remuneratória, 1º nível remuneratório da tabela única remuneratória da categoria de assistente operacional;

6.         Duração do contrato: até 31 de agosto de 2016;

7.         Requisitos de admissão:

a) Ser detentor, até à data limite para apresentação das candidaturas, dos requisitos gerais de admissão previstos no art.º 17 da Lei 35/2014, nomeadamente:

I – Nacionalidade portuguesa, quando não dispensada pela Constituição, por convenção internacional ou por Lei especial;

II – 18 anos de idade completos;

III – Não inibição do exercício de funções públicas ou não interdição para o exercício daqueles a que se propõe a desempenhar;

IV – Robustez física e perfil psíquico indispensáveis ao exercício das funções;

V – Cumprimento das leis de vacinação obrigatória;                                                                                                                               

       b) Nível habilitacional exigido: Escolaridade obrigatória ou de curso que lhe seja equiparado, a que corresponde o grau de complexidade 1 de acordo com o previsto na alínea a) do nº1 do art.º 86 da Lei 35/2014 de 20 de junho;

    

      c) Não podem ser admitidos candidatos que, cumulativamente, se encontram integrados na carreira de área a concurso, sejam titulares da categoria e não se encontrando em mobilidade, ocupem postos de trabalho previsto no mapa de pessoal da EPADRPL ou serviço idêntico ao posto de trabalho cuja ocupação é alvo do presente procedimento concursal.

8.       Prazo de candidatura: 10 dias uteis, a contar da data de publicação do aviso de abertura na 2ª serie do Diário da República;

9.        Formalidades da candidatura:

9.1 - As candidaturas deverão ser formalizadas obrigatoriamente, mediante preenchimento de formulário disponibilizado no endereço eletrónico da escola, ou nos serviços administrativos, e entregues no prazo da candidatura, pessoalmente, no horário de funcionamento ou enviado pelo correio postal com registo e aviso de receção, dirigida ao Diretor da Escola para a morada identificada no nº 2 do presente aviso;

9.2 – Os formulários de candidaturas deverão ser acompanhados, sob pena de exclusão, dos seguintes documento:

·         B.I. ou Cartão de Cidadão (fotocópia);

·         Certificado de Habilitações (fotocópia);

·         Curriculum Vitae datado e assinado;

·         Declaração de experiência profissional (fotocópia);

·         Certificados comprovativos de formação profissional (fotocópia).

·         Não são admitidas candidaturas enviadas por correio eletrónico.

9.3 – Nos termos do Dec. Lei nº 29/2001 de 3 de fevereiro, e para efeito de admissão aos concursos, os candidatos com deficiência devem declarar sob compromisso de honra o respetivo grau de incapacidade e tipo de deficiência.

9.4 – As falsas declarações prestadas pelos candidatos implicam a exclusão deste procedimento concursal e são punidas nos termos da lei.

9.5 – Assiste ao júri a faculdade de exigir a qualquer candidato, no caso de dúvida sobre a situação que descreve a apresentação de documentos comprovativos das suas declarações.

10.    Métodos de seleção:

10.1 – Dada a urgência do procedimento, será utilizado como único método de seleção a avaliação curricular, em conformidade com o previsto no nº 6 do art.º 36 da LTFP;

10.1.1 – A avaliação curricular (AC) visa analisar a qualificação dos candidatos designadamente a habilitação académica (HA) ou profissional, a relevância da experiência profissional (EP) adquirida e a da formação profissional (FP) realizada e tipo de funções exercidas.

A valoração final (VF) dos candidatos expressa-se numa escala de 0 a 20 valores, com valoração às centésimas, em resultado da média aritmética ponderada das classificações quantitativas em cada um dos elementos a avaliar de acordo com a seguinte fórmula:

 

AC = (HA + 2 x EP + FP) / 4

 

11.    Composição do júri:

             Presidente: Maria Cristina Magalhães Pereira Poço, Subdiretora

Vogais efetivos: Petros Rekas, Adjunto do diretor; Maria de Fátima Oliveira Monteiro, Assistente Operacional.

Vogais suplentes: Maria Adelina Lopes Reis, Professora e Maria Madalena Rodrigues Fernandes, Assistente Operacional.

O presidente do Júri será substituído nas suas faltas e impedimentos por um dos vogais efetivos.

12.    Nos termos da alínea t) do nº 3 do art.º 19 da Portaria nº 83-A/2009 de 22 de janeiro, os critérios de apreciação e de ponderação dos métodos de seleção, bem como o sistema de classificação final dos candidatos, incluindo a respetiva fórmula classificativa, constam das atas das reuniões do júri do procedimento, as quais serão facultadas aos candidatos, no prazo de três dias uteis, sempre que solicitadas.

13.    Exclusão e notificação dos candidatos: os candidatos excluídos serão notificados por uma das formas previstas no número 3 do art.º 30 da Portaria nº 83-A/2009, de 2 de janeiro para realização da audiência dos interessados nos termos do Código do Procedimento Administrativo. As alegações a proferir pelos mesmos devem ser feitas em formulário próprio, aprovado por despacho nº 11321/2009 de 8 de maio, publicado no Diário da República da 2ª Série, nº 89, de 8 de maio, disponibilizado no endereço eletrónico da Direção-Geral da Administração e Emprego Público (DGAEP), em www.dgaep.gov.pt, podendo ser obtido na página eletrónica ou junto nos serviços da Escola Profissional Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima.

14.          A ordenação final dos candidatos admitidos que completem o procedimento concursal resulta da avaliação curricular efetuada, conforme fórmula referida no ponto 10.1.1.

15.    Critério de desempate:

15.1. Em caso de igualdade de valoração, os critérios de desempate a adotar são os constantes do nº 1 do art.º 35º da Portaria 83-A/2009 de janeiro.

15.2. Para o efeito da alínea b) do nº 1 do artigo 35º da referida Portaria e nos termos do nº2 do art.º 3º do Decreto de Lei nº 29/2001, de 3 de fevereiro, neste procedimento concursal o candidato com deficiência tem preferência em igualdade de classificação, a qual prevalece sob qualquer outra preferência legal.

15.3. A ordenação dos candidatos que se encontrem em situação de igualdade de valoração e em situação não configurada pela Lei como preferencial, é efetuada, de forma decrescente, tendo por referência pelo candidato de maior idade.

16.    A lista unitária de ordenação final dos candidatos, após aplicação do método de seleção, é publicitada na página eletrónica desta escola e no edital dos serviços administrativos, nos termos do art.º 36º da Portaria 83-A/2009, de 22 de janeiro, para audiência de interessados.

17.    A lista unitária da ordenação final dos candidatos, homologada pelo Diretor da Escola Profissional Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima, é publicada na página eletrónica desta Escola e no edital dos Serviços Administrativos.

18.    Nos termos do disposto no nº 1 do artº 19 da Portaria 83-A/2009, de 22 de janeiro, alterada pela Portaria 145-A/2011, o presente aviso será publicado na Bolsa de Emprego Público (www.bep.gov.pt) no dia útil seguinte à presente publicação no Diário da República, na página eletrónica da Escola por extrato no prazo máximo de 3 dias úteis contados da mesma data, num jornal de expansão nacional.

19.    Este concurso é válido para eventuais contratações que ocorram durante o ano escolar 2015/2016.


14 de agosto de 2015 – O Diretor, Joaquim Amâncio Vieira Cerqueira 

Aviso nº 9684/2015

Lista de candidatos Admitidos - Aviso 9684/2015

Lista de Classificação dos Candidatos - Aviso 9684/2015

Lista Homologada - Aviso n.º 11590/2015

Formulario de Candidatura

Formulário de Audiência

voltar
Imprimir
topo
 
 Escola Profissional de Ponte de Lima-2017, Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Portugal Interactivo