HomePage
Calendário
Fevereiro 2020
D S T Q Q S S
       1
2 3 4 5 6 7 8
9 10 11 12 13 14 15
16 17 18 19 20 21 22
23 24 25 26 27 28 29

Área do Aluno

Concursos
Manuais Escolares
Horários

Galeria de Fotos
Visita-nos no Facebook
oferta de emprego

consulta

AvInterna

Sessão do projeto “Educar para o Direto”
2020-01-17
Sessão do projeto “Educar para o Direto”
Sessão do projeto “Educar para o Direto”

No dia 17 de janeiro, no âmbito da Cidadania e Desenvolvimento, as turmas do 1ºJ, 2ºJ, 1ºA, 1ºB/C, 2ºA, 2ºB/C e 2º FR/FC, acompanhadas pelos seus professores, deslocaram-se ao auditório da Câmara Municipal de Ponte de Lima para participar numa sessão do projeto “Educar para o Direto”, promovida, no concelho, pela CPCJ de Ponte de Lima.

O projeto “Educar para o Direto” surgiu face ao preocupante crescimento de jovens sujeitos a interrogatórios judiciais nos tribunais. Trata-se de uma iniciativa do “Fórum Justiça Independente”, uma associação de juízes, que procura, por meio de palestras, a sensibilização para as questões do Direito, bem como a divulgação, junto das escolas/alunos, das consequências das atitudes/condutas erradas dos jovens e das implicações legais que daí poderão advir, comprometendo o seu futuro. Tem como destinatários os jovens dos 12 aos 21 anos.

A palestra de Ponte de Lima foi dinamizada pelos advogados Dra. Paula Varandas e Dr. Ricardo Serrano Vieira, tendo, para grande surpresa dos alunos, contado também com a presença de um jovem, Vadic, que veio testemunhar e partilhar a sua vivência e a experiência que teve com a justiça.

A Dra. Paula Varandas iniciou a sua intervenção, referindo que este tipo de ações pretende contribuir para um maior esclarecimento e divulgação junto dos jovens e educadores, no sentido de ir à raiz dos assuntos, face ao volume, cada vez maior, de situações que implicam registos criminais.

Os temas abordados durante a sessão prenderam-se com a “Violência no namoro”, “Violência doméstica”, “Ofensa à integridade física”, “Roubo”, “Furto”, “Injúrias”, “Difamação”, “Ameaça”, “Armas proibidas”, “Droga”, “Ciberbullying” e “StalKing”. Os exemplos dados durante a explanação da palestra foram reais, retratando os crimes praticados pelos jovens, constantes no relatório anual da Direção Nacional da Reinserção Social.

Segundo os nossos alunos, os assuntos abordados foram muito interessantes e educativos, tendo-se assumido, sobretudo, como uma forte “chamada de atenção”. O testemunho dado pelo jovem Vadic foi o que mais os cativou. Consideraram que o jovem foi muito corajoso em vir, presencialmente e perante um auditório cheio, contar a sua história de vida, os crimes que cometeu e as consequências que sofreu. Cumpriu quatro anos de prisão efetiva e, durante o tempo em que esteve a cumprir a pena, assistiu à morte de dois companheiros.

Face ao sucesso desta iniciativa, os alunos deixaram uma recomendação: à semelhança desta sessão, deverá haver mais testemunhos nas próximas sessões - não só porque captam muito mais a atenção dos jovens, mas também porque estes vão ponderar bem melhor os seus futuros atos.

Sessão do projeto “Educar para o Direto”
Sessão do projeto “Educar para o Direto”
voltar
Imprimir
topo
 
 Escola Profissional de Ponte de Lima-2020, Todos os Direitos Reservados Desenvolvido por: Portugal Interactivo